Como montar um lago ornamental – Parte 1/3

Como montar um lago ornamental - Parte 1/3

Iniciando mais uma série de artigos, nós do Blog Escola de Aquário vamos contar para você como montar um lago ornamental – parte 1/3. Nosso intuito é englobar todas as etapas do projeto em um guia rico em informações para você, amigo(a) aquarista. E neste primeiro artigo, nós vamos falar sobre o que é um lago ornamental, as vantagens de se ter um em sua casa, além de explicarmos sobre os principais sistemas de filtragem.

-

O que é um lago ornamental?

Também conhecido como “lago artificial” e “lago de jardim”, esse tipo de lago é perfeito para se ter no jardim de sua casa, dando a ele um charme todo único que, com certeza, encantará a suas visitas. Além de toda a beleza e paz ao admirar um lago ornamental, ele tem a capacidade de estocar a água da chuva. Construir um lago ornamental em sua casa pode parecer caro e difícil, mas é mais simples que parece. A fim de evitar frustrações e/ ou contratempos, é preciso fazer um planejamento detalhado de como será o seu lago ornamental, contemplando todas as etapas que falaremos neste e nos próximos artigos da série.

Os lagos mais comuns (e recomendados por laguistas profissionais) não passam de alguns metros de comprimento e de 60 cm de profundidade (na média). O principal objetivo desses lagos é a criação de belíssimos peixes ornamentais que, integrados a um projeto paisagístico, agrega beleza ao ambiente.

Mas antes de iniciar o seu projeto, é preciso escolher o melhor sistema de filtragem para o seu caso, especialmente se o lago for construído em um local sem renovação constante da água. Como consequência, a água ficará parada, podendo acarretar diversos problemas para os peixes que ali habitarão. O sucesso do seu lago ornamental passa muito pela qualidade da água e sistema de filtragem. Um lago saudável possui uma manutenção muito mais fácil quando temos a nosso dispor uma filtragem correta.

E quais são os sistemas de filtragem mais utilizados em lagos ornamentais?

Já que falamos tanto a respeito da importância da filtragem, nada mais justo do que explicar sobre cada um deles, não é mesmo? Existem 6 tipos:

1. Filtragem biológica


Um filtro cheio de bactérias responsáveis pela remoção de compostos tóxicos para os peixes. Deve permanecer funcionando 24h por dia sem interrupções, e se destaca por ser o principal tipo de filtro para lagos. Utilizamos mídias biológicas como Bio Glass, Bio Ball e Argila Expandida para armazenamento de bactérias.

2. Filtragem química

Como montar um lago ornamental - Parte 1/3

Para este tipo de filtragem, é comum utilizarmos carvão ativado. Trata-se de um tipo de carvão com milhares de canais internos, como se fossem túneis, e seu objetivo é absorver (reter) diversos elementos nocivos, tais como matéria orgânica dissolvida, fumaça de cigarro, metais pesados, pesticidas, entre outros.

Outro ponto a favor da filtragem química é que ela absorve moléculas que amarelam a água, tendo o poder de deixar a água do seu lago mais transparente. Recomendado para lagos de até 5 mil litros, pois em volumes maiores fica inviável o custo, uma vez que deve ser trocado com frequência.

3. Filtragem UV

Como montar um lago ornamental - Parte 1/3

Também chamado de purificador ultravioleta, elimina o tom esverdeado da água ao tratá-la com a produção de radiação ultravioleta que destrói os microorganismos. Os benefícios deste tipo de sistema de filtragem vão muito além da estética: o filtro UV ainda elimina vírus ou protozoários e focos de doenças causadas por bactérias.

Você, amigo(a) laguista, provavelmente deve estar pensando que este tipo de filtragem deve ser caro pelo tanto de benefícios que ele proporciona. Na verdade, o filtro UV é um método simples e barato, além de ser quase que obrigatório em lagos ornamentais que ficam expostos ao sol ou claridade.

Está gostando dos lagos que usamos para ilustrar este artigo?

Todos foram montados pela Aquarius Hobby. Para saber mais informações e orçamento, acesse: www.aquariushobby.com.br

4. Filtragem mecânica

É formado por qualquer mídia de filtragem cuja missão é segurar a sujeira, tais como escovas específicas, espumas e lãs sintéticas.

Evite os filtros de areia usados em piscinas pois eles são desenvolvidos para funcionar em sistemas sem vida (piscinas utilizam cloro e outros equipamentos para acabar com algas), e em lagos ornamentais, é primordial um Sistema de Filtragem com Ecossistema Vivo que atue consumindo compostos orgânicos.

5. Gerador de ozônio

Como montar um lago ornamental - Parte 1/3
Existem duas técnicas para geração de ozônio em lagos ornamentais: radiação ultravioleta e descarga elétrica. A primeira é feita através de lâmpadas UV, e dentre suas vantagens estão maior poder de desinfecção e geração de hidroxila, que é ainda mais oxidante que o próprio ozônio.
Como montar um lago ornamental - Parte 1/3

Já a técnica por descarga elétrica proporciona maior capacidade de geração de ozônio, ainda que a uma potência um pouco menor que a radiação ultravioleta. Além disso, se você quiser esta técnica em seu lago terá de adquirir um equipamento bem mais complexo que o ultravioleta.

6. Bomba para lagos

Como montar um lago ornamental - Parte 1/3
Existem duas categorias de bombas para lagos: externas e submersas. As externas tendem a consumirem mais energia e a serem mais barulhentas, sendo muito comuns para poços e piscinas, um ponto interessante é que essas bombas costumam ter o valor mais acessível, porém não podem funcionar 24hr por dia e consomem muito mais energia, então tenha cuidado ao adquirir uma bomba que não é específica para lagos ornamentais.

Já as submersas eletrônicas são as ideais para lagos ornamentais por serem silenciosas, gastam pouca energia elétrica além de ser em 12v o que é muito mais seguro para o laguista quando pensamos em acidentes por choque dentro d’água.

Como montar um lago ornamental - Parte 1/3

Para que seu funcionamento seja pleno, a bomba submersa deve ter no mínimo 2 até 3 vezes o volume do lago por hora. Opte sempre por comprar uma bomba com vazão maior do que o dimensionamento do filtro.

As bombas eletrônicas contam com um controlador de vazão, desta forma é possível diminuir ou aumentar o volume de água conforme a necessidade do Filtro.

-

Também é importante que o lago tenha pelo menos duas bombas funcionando como fonte de oxigenação para os peixes, pois se uma vier a falhar, a outra mantém os níveis satisfatórios.

Muito interessante, né? Na próxima semana, voltaremos com a segunda parte do nosso especial sobre como montar um lago ornamental, onde começaremos o passo a passo da montagem!

Gostou dos lagos que usamos para ilustrar este artigo?

Todos foram montados pela Aquarius Hobby. Para saber mais informações e orçamento, acesse: www.aquariushobby.com.br

Deixe o seu comentário!

Gostou deste artigo sobre Como montar um lago ornamental? – Parte 1? Fique à vontade para enviar a sua mensagem por aqui mesmo, ou através da página de Contatos do nosso site clicando aqui. Responderemos a sua mensagem com o maior prazer!

grátis

Participe do nosso grupo de aquarismo!

Junte-se ao nosso grupo no WhatsApp para tirar suas dúvidas sobre aquarismo, ficar por dentro de novidades na área e ser o primeiro a saber sobre os lançamentos de novos cursos!

Quero participar do grupo Quero participar do grupo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-book grátis:

Tudo o que você precisa saber sobre manutenção de aquário.

Para baixar o conteúdo, basta preencher o formulário abaixo.